Você sabe fazer Marketing no Facebook?

Atualmente ficou viral a repercussão das empresas que estão entrando nas redes sociais,  não é de hoje que conhecemos o lema “…quem não faz propaganda não se propaga…” todos querem aproveitar as novas oportunidades que a web oferece principalmente pelos meios “free” de se realizar aquela publicidade seja ela através do (Facebook, Google Plus, Pinterest, Linkedin, entre outras).

Muitos se questionam qual é a melhor forma de fazer isso? Como funciona? Dá Resultado?

Bom, antes era necessário você ter um e-mail para receber promoções, hoje em dia você possui uma conta em um serviço gratuito da internet que se chama Facebook  na qual chegou a cerca de 955 milhões de usuários no mundo — só no Brasil, são 55 milhões de perfis, praticamente mais de um quarto da população do país estaria na rede social. Com tamanha popularidade, é preciso saber aproveita dessa “bolha”,  lógico que tem os perfis fake, entretanto mesmo assim é uma boa parcela de pessoas, a população brasileira é a segunda maior a utilizar o facebook e você se questiona realmente que não vale a pena se promover através deste portal?

Existem diversos tipos de anúncios que o Facebook permite e cabe a um usuário com experiência na ferramenta em proporcionar o melhor caminho para alcançar o seu público, seja ela através:

  • Perfil Público
  • Fan Page
  • Grupo
  • Evento
  • Anúncio

Futuramente estarei explicando como fazer para promover em cada um dos itens listados acima, abaixo fica um panorama da SCUP sobre os melhores horários e dias para fazer propaganda,  e ai? o que achou do artigo?

 

Veja mais informações na SCUP e abaixo está a grade para visualização :

 

Anúncios

Loja Virtual vs Projeto de E-Commerce?

Loja Virtual vs Projeto de E-Commerce?

Muita gente acha que para entrar no varejo eletrônico basta montar uma loja virtual, colocar produtos e pronto, a empresa está automaticamente inserida no cenário no comércio eletrônico e por isso irá colher imediatamente e de forma integral os benefícios de participar deste segmento. Essa ilusão tem levado várias lojas ao fracasso, por partir de uma premissa errada. Muitos pequenos e médio empresários, acreditam que pelo simples fato de criarem uma loja virtual estarão automaticamente inseridos no e-commerce. Isso não é verdade. A criação de uma loja virtual é apenas um dos itens que envolvem um Projeto de E-Commerce. Assim como as iniciativas empresariais no ambiente físico, oempreendedorismo digital requer muito planejamento para que os objetivos sejam alcançados com a minimização de custos e maximização de resultados.

Projeto de E-Commerce

Um Projeto de E-commerce é o planejamento estratégico de todas as ações que a empresa deve empreender para se situar no segmento do comércio eletrônico. Nele são analisados vários aspectos do projeto como por exemplo a escolha escolha da plataforma de TI, o treinamento de pessoal, a escolha de formas e sistemas de pagamento, logística e as ações de marketing. O planejamento de presença da empresa no ambiente web é o que irá orientar o desenvolvimento do projeto visando a inserção de forma eficiente da empresa no segmento do varejo virtual.

Análise de Mercado

Antes de montar uma loja virtual você deve fazer uma análise do mercado e verificar se o projeto que você tem, dentro do modelo que você planeja teria espaço no mercado atual. Não que existam muitos setores saturados, muito pelo contrário. O que se tem verificado são segmentos de mercado trabalhando com formulas cansadas que não dão mais resultados. Um bom exemplo disso são as lojas de informática que inovaram no modelo de negócio e público alvo e se destacaram das outras. Uma outra dúvida, qual será o seu modelo de negócio? Um modelo B2B – empresa para empresa ou B2C – empresa para consumidor final?

Soluções de TI

A escolha da plataforma de e-commerce é essencial para o sucesso do projeto. Seja ela open sourcealugada ouexclusiva, deve atender às necessidades imediatas do projeto e também permitir futuras expansões. Hoje existem diversas plataformas de e-commerce no mercado, o grande problema é identificar aquela que se adapta à sua necessidade atual e que vá permitir um upgrade. O importante é encontrar uma plataforma tecnologicamente adequada em que se possa dispor das ferramentas que fazem o diferencial no comércio eletrônico atual como estrutura de SEO, associação de produtos e políticas de descontos. Outro ponto que deve ser considerado é o das ferramentas administrativas como relatórios e atualizações de produtos.

Capacitação de Pessoal

A guinada estratégica rumo ao ambiente digital exige capacitação da equipe tanto no nível de conhecimento de novas tecnologias nas área de informática e marketing como na forma de gerenciamento da empresa engajada no mundo virtual e abordagem das oportunidades negociais que o novo ambiente oferece. E-commerce é coisa séria e necessita de profissionais especializados nesta área. Na maioria das vezes estes profissionais já fazem parte da equipe da empresa, só precisam ser treinados para as novas funções que irão desempenhar. O conhecimento da cultura da empresa pode facilitar sua inserção na era digital e por isso a capacitação do pessoal da própria empresa é uma alternativa bastante interessante. Marketing digitalSEO e Web Análise devem fazer parte dessa formação para que os membros da equipe saibam exatamente o que fazer e quando fazer. É importante que todos tenham uma noção exata das ferramentas disponíveis e como usá-las.

Planejamento do Marketing

Sem um planejamento das ações de marketing não há como se obter sucesso em um projeto de e-commerce. As ferramentas disponíveis são várias e exigem sinergia para torná-las mais eficientes. Atirar para todos os lados, além de desperdiçar recursos preciosos, pode resultar em uma perda da credibilidade. Campanha de marketing online tem que ter foco e seqüência. Não é jogo nem custa barato. Uma atenção especial deve ser dada a sua presença nas ferramentas de busca. Planeje com bastante antecedência seu processo de SEO – Otimização Para Sites de Busca – e implante o mais rápido possível. Embora seja a ferramenta mais demorada em termos de retorno, os resultados são espetaculares. Enquanto o SEO não surte efeito, utilize uma boa campanha de links patrocinados com um monitoramento constante do ROI. As mídias sociais também devem ser um ponto forte da sua estratégia, principalmente se a sua marca ainda não é muito conhecida.

Monitoramento e Ajustes

É natural que depois de implantado seu projeto precise de alguns ajustes, mas você só poderá saber o que pode ser melhorado se tiver instalado um bom sistema de monitoramento e web análise. Nesse setor, o Google Analyticsdesempenha um ótimo papel e é amplamente difundido. Com a devida interpretação dos dados de monitoramento, a web análise é capaz de identificar pontos de estrangulamento em uma loja virtual e soluções podem ser encontradas para o aperfeiçoamento do negócio. A web análise também desempenha papel fundamental na mensuração dos resultados das campanhas de marketing digital. Os dados obtidos pelo sistema de monitoramento significam muito mais que a quantidade de page views, eles informa qual é o exato comportamento dos seus cliente quando estão na sua loja.

Resumindo

Esses são apenas alguns pontos que devem ser considerados. Obviamente existem muitos outros que devem ser meticulosamente analisados quando da elaboração de um projeto de e-commerce. O importante é não se deixar levar pela idéia de que a criação da loja virtual em si é a principal ação dentro do processo de inserção da empresa no varejo digital. Não são raros os exemplos de lojas virtuais muito bem estruturadas que simplesmente “não decolam”justamente por não terem se preocupado com os outros aspectos que envolvem o sucesso de um projeto de comércio eletrônico.Com um bom planejamento suas chances de sucesso são muito maiores.

fonte: http://www.blogdoecommerce.com.br/projeto-de-ecommerce-loja-virtual/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+blogdoecommerce+%28Blog+do+E-Commerce%29